Programa de Formação Continuada de Professores: A Prática Docente em Foco
Grupos de Pesquisa e Estudos > Projeto MODECIMAT

Projeto:
A Modelagem no ensino de Ciências e Matemática
Coordenação:
Prof. Dr. Tiago Nunes Castilho
Contato:
modecimat@gefop.pro.br
Apresentação:  O uso da Modelagem em sala de aula tem sido considerado adequado por permitir que situações problemas de diferentes áreas sejam explorados. Os projetos de Modelagem, podendo ser interdisciplinares e coletivos, valorizam a pesquisa e a visão da sala de aula como um ambiente propício não só ao fortalecimento de vínculos sociais como também à investigação de temas alinhados ao cotidiano dos alunos. Um dos resultados é a possibilidade da avaliação crítica das situações problemas à luz de conhecimentos científicos e matemáticos, o que fornece aos alunos subsídios para as tomadas de decisões sobre esses fatores.

Há potencialidades na Modelagem que fazem com que a aprendizagem dos conteúdos específicos de cada área seja mais significativa aos alunos. Isso passa, por exemplo, por despistar o interesse exclusivamente formal dos conteúdos, sejam eles exclusivos da Ciência ou da Matemática, procurando destacar que é a consciência das etapas do processo de Modelagem que favorece ao reconhecimento de ações capacitivas, tais como as capacidades de determinação, de formulação, de resolução, de avaliação e de tomada de decisão. Se decerto existe uma ampla gama de perspectivas envolvendo a Modelagem, essas, contudo, evidenciam esta afirmação pedagógica comum a várias áreas: aprender a determinar, formular, resolver e avaliar uma situação é o que capacita para uma leitura crítica dessa mesma.

Esta é uma oportunidade de discutir e examinar a prática da Modelagem no ensino de Ciências e no ensino de Matemática, mais detidamente no que ela contribui para as interações mútuas entre a Ciência/Matemática, a Tecnologia e a Sociedade. Busca-se uma compreensão com potencial de trazer melhorias ao ensino e à aprendizagem nos variados níveis de formação, tanto no que diz respeito aos conteúdos próprios do ensino básico quanto aos do ensino superior na formação de professores.

Público Alvo: Professores que lecionam matemática e áreas afins.

Dinâmica do trabalho: 

Periodicidade dos encontros: Seguiremos o cronograma do programa.

Voltar para grupos